Pneumologia

Consulte por especialidade e/ou sub-especialidade
Marcação

Devido à elevada prevalência e consequências graves de muitas doenças respiratórias, a Pneumologia, é hoje uma das principais especialidades médicas. De facto, nos últimos 30 anos, a importância das doenças respiratórias incrementou-se substancialmente, estando 4 doenças respiratórias (Infeções do trato respiratório inferior, DPOC, Tuberculose e Cancro do Pulmão) entre as 10 principais causas de doença a nível mundial.

Existe uma vasta gama de doenças específicas que são da principal responsabilidade dos pneumologistas:

  • Doenças das vias aéreas, por exemplo, asma, DPOC, bronquiolite obliterante
  • Doenças neoplásicas, por exemplo, cancro do pulmão, mesotelioma, tumores do mediastino
  • Doenças infeciosas, por exemplo, pneumonia, empiema, infeções oportunistas, incluindo pós-transplante e doenças relacionadas com o HIV, bronquiectasias e tuberculose
  • Doenças alérgicas, ambientais e ocupacionais
  • Doenças hereditárias, como a fibrose quística, discinesia ciliar primária e a deficiência de alfa1 anti-tripsina
  • Doenças inflamatórias e imunológicas, por exemplo, doença pulmonar eosinofílica, vasculites, doenças pulmonares difusas (ou também chamadas doenças do interstício pulmonar)
  • Doenças vasculares, por exemplo, embolia pulmonar, hipertensão pulmonar primária
  • Patologia Respiratória do Sono, por exemplo, Apneia do Sono, Síndrome de Hipoventilação-Obesidade, Síndrome de Sobreposição
  • Doenças congénitas, por exemplo, sequestro pulmonar, malformações arterio-venosas
  • Doenças neuromusculares, por exemplo, esclerose lateral amiotrófica, distrofias musculares

A Unidade de Pneumologia do Trofa Saúde Hospital em Alfena está apetrechada com um Monitor de Capnografia de ultima geração, Radiometer TCM5, capaz da monitorização contínua do CO2 transcutâneo, quer durante o período diurno quer durante o período nocturno.

Monitorização contínua do CO2 transcutâneo (também chamada Capnografia), trata-se de uma avaliação do estado ventilatório do doente, essencial para detetar precocemente insuficiência respiratória/hipoventilação e avaliar a resposta ao tratamento. É uma técnica não invasiva (usa um eléctrodo muito sensível aplicado sobre a pele ou lóbulo da orelha) evitando múltiplas colheitas de sangue arterial que são necessárias para medir (de forma invasiva) a PaCO2 (Dióxido de carbono a nível arterial).

A capnografia é essencial para monitorizar o CO2 durante os estudos do sono pediátricos e em adultos com suspeita de hipoventilação. Por outro lado, é ainda imprescindível nas Polissonografias com avaliação terapêutica para titular corretamente o ventilador e ainda poderá ser utilizado durante o dia para adaptação à ventilação não invasiva.

Acordos

Imprimir

Telefone Geral

229 688 700

04 março 2020

Rastreio do Cancro do Pulmão por TAC de baixa dose de rad...

03 março 2020

Rastreio do cancro do pulmão – uma esperança tornada real...

16 fevereiro 2020

Cuidar da Mente na Doença Crónica